Copel vai manter atual política dividendos mesmo com tributação de rendimentos

Remuneração dos investidores será definida em função dos parâmetros financeiros do momento corte dos resultados

Mesmo com uma possível aprovação da reforma tributária que prevê a tributação de dividendos, a Copel vai manter sua atual política de pagamento de dividendos. A proposta avança no congresso nacional e muitas empresas antecipam pagamentos e estudam alterações, como a bonificação de ações, entretanto o pagamento de recursos deve se basear somente nos resultados.

Na visão do CFO da Copel, Adriano Rudek de Moura, a aprovação dessa reforma é pouco provável que aconteça em 2021, mesmo assim a intenção da empresa é manter a atual política de remuneração dos investidores.

“Os pagamentos de dividendos serão definidos em função dos parâmetros financeiros do momento de corte dos resultados (…) independente se essa reforma for aprovada ou não”, disse.