Leilão de Energia Nova A-5 começa

Projetos vencedores terão início de suprimento a partir de janeiro de 2026 e duração de até 25 anos, novidade na disputa é a fonte resíduos sólidos

Tem início o primeiro Leilão de Energia Nova A-5 deste ano, realizado via internet pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O certame prevê a contratação de energia provenientes de novos empreendimentos de geração hídrica, eólica, solar, carvão mineral ou gás natural, além da novidade de pela primeira vez permitir térmicas que utilizam como combustíveis resíduos sólidos. Serão oferecidos contratos com início de suprimento a partir de janeiro de 2026 e duração de até 25 anos, a depender do tipo de fonte.

O objetivo é atender a demanda do mercado das distribuidoras. Do lado da oferta, estão cadastrados 1.694 projetos que somados totalizam mais de 93,9 GW de capacidade. Isso inclui 690 projetos eólicos para 22,8 GW, 835 projetos solares fotovoltaicos para 32,3 GW, 71 projetos hidrelétricos para 1,1 GW e 86 projetos termelétricos para 37,4 GW.

O leilão será realizado com base na Portaria Normativa MME nº 10/2021.  Aqui no CanalEnergia traremos os principais eventos do certame em nosso noticiário em tempo real e o resultado da disputa, instantes após ser divulgado.