Contratação simplificada de reserva tem 972 projetos cadastrados

Empreendimentos termelétricos, eólicos e solar fotovoltaicos somam 62GW de potência instalada com predomínio do gás natural

Um total de 972 projetos com 62 GW de potência instalada foram cadastrados na Empresa de Pesquisa Energética para o procedimento simplificado de contratação de energia de reserva de novos empreendimentos de geração. O certame marcado para 25 de outubro vai negociar contratos para suprimento de maio de 2022 a dezembro de 2025.

Poderão participar projetos de fontes eólica, solar fotovoltaica e termelétrica a óleo diesel, a óleo combustível, a biomassa e a gás natural com conexão nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul. O edital com as regras de participação foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica na última terça-feira, 5 de outubro.

Das usinas inscritas na EPE, 66% são térmicas a gás, 14% a óleo combustível, 10% a óleo diesel e 6% a biomassa, tendo ainda 3% de fonte solar fotovoltaica e 1% de eólica. As plantas a gás também se destacam em termos de potência, com 56% do total, seguida de óleo combustível, com 16%, diesel, com 15%, biomassa, com 3%, solar com 8% e eólica com 2%.

A maior parte dos empreendimentos é no Rio de Janeiro (32%), com o restante em São Paulo (18%), Santa Catarina (10%),Espirito Santo (8%), Mato Grosso do Sul (8%) e outros estados (23%).  O resultado do cadastramento considera dados informados pelos geradores, que poderão ser alterados. Não será exigida a habilitação técnica dos projetos pela EPE, por se tratar de processo simplificado.

A empresa já divulgou informe técnico com as referências de preços de combustíveis para cálculo do Custo Variável Unitário dos empreendimentos. A portaria com as diretrizes do Ministério de Minas e Energia para a contratação  proíbe a participação de térmicas a gás com CVU acima de R$ 750,00/MWh e projetos a diesel e a óleo combustível custo superior a R$ 1.000,00/MWh.