CPFL Renováveis coloca Gameleira em operação antes do previsto

Eólica teve investimentos de R$ 397 milhões e possui 81,65 MW de capacidade

A CPFL Renováveis colocou em operação a última das 23 torres do Complexo Eólico Gameleira, (RN), dois anos e meio antes da data estipulada pela Agência Nacional de Energia Elétrica. O projeto teve início em maio de 2019, no município de Touros, no litoral norte potiguar, com investimento de R$ 397 milhões. Ao todo, são 21 km de extensão de linhas de transmissão e 81, 65 MW de capacidade divididos em quatro parques eólicos: Costa das Dunas, Figueira Branca, Gameleira e Farol de Touros.

Em nota a empresa destacou que durante a obra do Complexo Eólico, foram resgatados 85 animais da fauna e realocados para áreas próximas não afetadas pela implantação do empreendimento. Em relação à flora a CPFL Renováveis identificou uma espécie vulnerável do ponto de vista de preservação, dentro da área do projeto. Todas as espécies foram coletadas e realocadas também em áreas próximas, de modo que não foram atingidas pela supressão, tendo sua vida preservada.

Para a vegetação suprimida, o quantitativo de floresta pertencente ao bioma Mata Atlântico foi compensado em forma de conservação florestal, equivalente a 56 hectares, já para o bioma Caatinga, será realizada a reposição de aproximadamente 5 hectares em forma de plantio, nos próximos anos.