Fitch eleva ratings de IDRs da Cemig e subsidiárias para BB

Agência também elevou para 'AA+' notas na escala nacional

A agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou de ‘BB-‘ para ‘BB’ os Ratings de Inadimplência do Emissor em Moeda Local e Moeda Estrangeira da Cemig e das subsidiárias Cemig-D e Cemig GT. A Fitch também elevou de ‘AA- (bra)’ para ‘AA + (bra)’ os ratings na escala nacional para as três empresas. A Perspectiva do Rating é Negativa para os IDRs do FC e Estável para os outros ratings.

De acordo com a Fitch, a elevação reflete a redução da alavancagem do grupo Cemig, o fortalecimento da liquidez e o melhor desempenho operacional de seu negócio de distribuição. Os ratings também refletem a próxima redução da concentração de vencimento da dívida em 2024 e alongamento do prazo de expiração de concessões importantes.

Segundo a agência, os ratings da Cemig se beneficiam da diversificação dos ativos e da atuação em diferentes segmentos do setor de energia, o que dilui os riscos de negócios e regulatórios. O grupo é uma das maiores concessionárias integradas de energia elétrica do Brasil, distribuindo energia elétrica para 8,8 milhões de usuários e operando 5,8 GW de capacidade instalada de geração e 7.960 km de linhas de transmissão. A distribuição da Cemig deverá representar 48% do Ebitda em 2021, enquanto geração e transmissão representarão 45%.