Brazil Windpower 2021 quer debater soluções para emergência climática

Evento acontece de 10 a 12 de novembro e trará painéis sobre a cadeia produtiva, ESG, financiamento, diversidade e novas tecnologias

Com o tema “Soluções da energia eólica para enfrentar a emergência climática”, o Brazil Windpower 2021 acontece de 10 a 12 de novembro, de forma virtual. Na programação, está prevista na abertura do evento, às 10h, a participação do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Em seguida, no congresso principal acontece o primeiro painel, “O papel das energias renováveis para enfrentar a emergência climática”. Moderado por Fernando Elias, Presidente do Conselho da Administração da ABEEólica, o debate fica por conta de Erik Eduardo Rego, Diretor da EPE; Carlos Takahashi, CEO da BlackRock no Brasil; Luiz Barroso, CEO da PSR; Marcelo Furtado, Sócio-fundador da BlockC/ZCO2; Natalie Unterstell, Presidente do Instituto Talanoa e André Clark, Vice Presidente Senior da Siemens Energy Latin America Hub.

No mesmo horário, no BWP Operação & Manutenção, o painel “Operação do SIN em tempos de crise hídrica” contará com a presença de Luiz Carlos Ciocchi, do Operador Nacional do Sistema Elétrico; Pedro Regoto, do Climatempo; Roger Mendonça, da Neoenergia e Rafael Araújo, da Ômega. O moderado será Sandro Yamamoto, Diretor Técnico na ABEEólica.

O painel seguinte do congresso principal vai discutir a competitividade da cadeia produtiva e novos modelos de negócio para a expansão do setor eólico. Brian Pitel, Líder da divisão de Onshore Wind da GE Renewable Energy na América Latina; Rodrigo Ugarte Ferreira, Head de Procurement para Latam da Vestas; Felipe Ferres, Country Managing Director da Siemens Gamesa; David Lobo Sigismondi, Diretor de vendas da Nordex Brasil; João Paulo Gualberto da Silva, Diretor Superintendente da WEG Energia e Bruno Vilela, CEO da Aeris, são os debatedores e Renato Volponi, Conselheiro da Ibitu Energia, é o moderador.

Ainda no primeiro dia, o papel dos grandes consumidores na expansão do mercado livre para eólica é o tema do painel das 15h15. Quem debate é Talita Porto, Vice-Presidente do Conselho de Administração e Diretora da Área de Gestão do Mercado da CCEE; Fernando Lopes, Sócio-diretor do Instituto Totum; Lucas Araripe, Diretor de Novos Negócios da Casa dos Ventos e Cristopher Vlavianos, CEO da Comerc.

O dia termina com um painel sobre a transmissão e expansão de renováveis na matriz elétrica. Alexandre Zucarato, diretor do ONS, profere palestra, seguida por debate entre Erik Rego, da EPE; Rosana Rodrigues dos Santos, da Enel; Fabiano Uchoa, da Neoenergia e Sandro Yamamoto, da ABEEólica. O moderador será Tiago de Barros Correia, Sócio-diretor da Rege Consultoria.

O segundo dia do BWP 2021 começa com a temática ESG no setor eólico. Bráulio Borges, Economista-sênior da LCA e pesquisador do FGV-IBRE, profere palestra e Fabio Alperowitch, sócio-fundador da Fama Investimentos; Eduardo Satamini, Diretor-Presidente da Engie Brasil Energia; Clarissa Sadock, CEO da AES Brasil e Carla Primavera, Superintendente da Área de Energia no BNDES fazem parte do debate, moderado pela presidente executiva da ABEEólica, Elbia Gannoum.

A tarde é a vez do painel sobre a atuação do mercado financeiro na promoção de negócios com critérios ESG. Wilson Chen Chang, Head de energia de Project Finance do Itau BBA; e Francisco Lassalvia, Diretor de Corporate and Investment Bank do Banco do Brasil serão os debatedores. Luiza Termignoni, Women in Wind Programme Alumni; Elbia Gannoum, da ABEEólica e Erika Zoeller, Consultora Sênior de Diversidade e Cultura da Engie debaterão a diversidade e a inclusão no setor eólico. O último painel do dia abordará os impactos ambientais da eólica. Ney Maron, da Maron Consultoria; Werner Farkatt, Diretor Técnico do Idema-RN; Ramiro Paulino Da Silva Junior, Business Development da Enel Green Power e o consultor Rafael Valverde participarão do debate.

O dia 12 é destinado às novas tecnologias. O primeiro painel do dia é sobre os cenários e desafios para a eólica offshore. Quem participa do debate é Yuenfan Chueng, do Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do Reino Unido; Lucas Barbosa, Head of Wind Energy Advisory da Embaixada da Dinamarca no Brasil; Alastair Dutton, Chefe da Global Offshore Wind Taskforce do GWEC; Carsten Hallund Slot, Chefe de Desenvolvimento de Mercado e Entrada em Novos Negócios Offshore da Vestas e Sean Whitaker, Especialista em Indústrias de Energia limpa para a IFC.

Logo em seguida, acontece o painel de caminhos da regulação para eólicas offshore. Roberta Cox, Coordenadora de licenciamento ambiental de Portos e estruturas marítimas do Ibama; Laura Porto, Diretora Executiva de Renováveis da Neoenergia; Maria Gabriela da Rocha Oliveira, Gerente de desenvolvimento de projetos de geração de energias renováveis da Shell farão parte do painel, moderado por Solange David, Presidente do Conselho da Santo Antônio Energia.

Às 15h45, o hidrogênio chega ao BWP. Ricardo Lamenza, Coordenador da Comissão Conselhos do Futuro do IBGC vai moderar um debate com a presença de James Ellis, da Bloomberg; Agnes da Costa, Chefe da assessoria especial em Assuntos Regulatórios do MME; Daniel Lopes, da Hytron; Luis Viga, Head of Green Hydrogen Projects Brazil da Fortescue e Stewart Mullin, COO do GWEC. Às 17h a digitalização e o cybersecurity chegam ao BWP, em um painel com Lauro Elias, Diretor técnico do Lactec; Leonardo Queiroz, Superintendente Adjunto da Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão da Aneel e Luciana Moura Nabarrete, Diretora Administrativa de Geração e Comercialização de Energia da Engie.

A edição deste ano do BWP termina com um balanço da COP 26 entre Ben Backwell, CEO do GWEC e Elbia Gannoum, da ABEEólica. As inscrições podem ser feitas aqui.