Neoenergia moderniza centros de operações das distribuidoras

Iniciativa une tecnologia e mudança de processos para aprimorar a gestão das redes elétricas

As distribuidoras da Neoenergia estão passando por uma modernização e padronização na infraestrutura dos Centros de Operações. A iniciativa integra a implantação do Programa Siscon, que contempla a melhoria nos processos e maior controle no sistema de operação das redes elétricas, com o uso de tecnologia avançada para as redes inteligentes.

Para a companhia, o projeto representa uma base a partir da qual será possível modernizar o sistema elétrico a longo prazo. Quando a implantação for concluída em 2022, a Neoenergia Pernambuco terá uma das maiores soluções de Sistema de Gerenciamento Avançado da Distribuição (ADMS, na sigla em inglês) em volume de dados entre as distribuidoras de energia do mundo.

Para receber de forma apropriada todos os sistemas de dados, gestão e monitoramento das redes operativas do programa, os data centers e Centros de Operações, além dos respectivos backups, estão recebendo uma infraestrutura civil renovada, com sistemas de monitoramento e controles, garantindo o cumprimento do padrão Iberdrola de segurança e confiabilidade operacional.

Em algumas distribuidoras a modernização incluiu adequações básicas ou de médio porte, enquanto outras passaram por uma reforma total e até a construção de uma estrutura completamente nova. O investimento também contempla a aquisição de infraestrutura de informação e comunicação, envolvendo um conjunto de itens como switches (dispositivos de conexão e controle entre computadores e servidores) e firewalls (voltados a aplicar políticas de segurança a um determinado ponto da rede).

Para suportar todos os novos sistemas e a migração de alguns outros operativos existentes, a empresa adquiriu servidores do tipo Hiperconvergência. A solução de alta performance é utilizada mundialmente em grandes empresas para tratamento e suporte de volumes robustos de sistemas e dados, sem perda de desempenho.

Avanços

A Neoenergia Pernambuco foi a primeira concessionária da empresa a receber toda a infraestrutura modernizada no Brasil. Ao todo foram adquiridos 24 switches voltados a atender a gerência da rede operativa e os sistemas, além de aparelhos para as estações de trabalho dos Centros de Operações. Toda infraestrutura de informação e comunicação já está disponível e alinhada às novas diretrizes globais do controlador.

Adicionalmente foi verificada a necessidade de infraestrutura para suportar testes de homologação e treinamentos. A partir desta necessidade, foram projetadas e disponibilizadas salas, uma de homologação do sistema para possibilitar todos os testes, e outra para treinamento, a ser utilizada pelos controladores do Centro de Operação durante a capacitação para operação do sistema, assim como nas novas aplicações implementadas pelo Programa Siscon.

Sistemas integrados

O Siscon será completamente implantado pela Neoenergia entre 2022 e 2023 em quatro distribuidoras – Neoenergia Coelba (BA), Neoenergia Pernambuco (PE), Neoenergia Cosern (RN) e Neoenergia Elektro (SP/MS). A efetivação do projeto envolve uma série de melhorias e novos sistemas. Entre eles o desenvolvimento de uma nova versão do Spectrum Power da Siemens, cuja tecnologia já é adotada em versões mais antigas na Espanha e Estados Unidos.

“A plataforma é capaz de analisar e controlar os níveis de carga e tensão em todos os pontos da rede e, em caso de falhas, promover o self healing, ou seja, a recomposição automática. Assim, teremos uma rede de distribuição com capacidade de monitoramento ainda mais eficiente, operação automatizada e possibilidade de análise de dados para otimização de recursos”, afirma o gerente de Sistemas de Tempo Real e responsável pelo projeto na Neoenergia, José Luiz França.