ONS suspende recebimento de ofertas para RVD

Melhora nas condições hidrológicas e garantia de suprimento de energia em 2021 motivaram suspensão

O Operador Nacional do Sistema Elétrico informou na última sexta-feira, 5 de novembro, a suspensão do recebimento de ofertas de recursos adicionais de geração e de Resposta Voluntária da Demanda. A melhora das condições hidroenergéticas, a efetividade dessas ações emergenciais e a garantia de suprimento de energia em 2021 são os principais motivadores da decisão do Operador. A medida, no entanto, não exclui a possibilidade da retomada das ações em 2022, caso seja identificada a necessidade de recursos adicionais para atendimento à demanda por energia elétrica no País.

Os mecanismos de geração adicional e de resposta voluntária da demanda foram instituídos pelas portarias nº 17 e nº 22 do MME como medidas emergenciais diante da pior crise hídrica dos últimos 91 anos, tendo como objetivo ampliar a oferta de geração no curto prazo para atendimento ao Sistema Interligado Nacional. Porém, a chegada do período úmido dentro do prazo esperado, além da participação dos diversos agentes e da sociedade na adoção das medidas propostas foram fatores fundamentais para garantir que, em 2021, a ponta (período de pico de energia) seja atendida sem a necessidade de utilização de reserva operativa.

O ONS agradeceu o apoio e a participação dos agentes pelos esforços empreendidos, que se demostraram fundamentais para atravessar esse período de escassez hídrica com sucesso e que contribuíram também para o aprimoramento do setor elétrico brasileiro, com destaque para a participação da indústria no programa de RVD.

De acordo com o operador, o processo de RVD gerou aprendizado relevante para o uso e para a regulação de Resposta da Demanda no país e destaca que mantém abertos os canais de comunicação para acompanhamento das condições de atendimento ao SIN e que informará oportunamente a reabertura das plataformas de ofertas caso seja necessário.