Cemig lucra R$ 421,5 milhões no 3º trimestre

Valor ficou 247,2% abaixo do mesmo período do ano passado

A Cemig teve lucro líquido de R$ 421,5 milhões no terceiro trimestre de 2021. O valor é 27,2% menor que os R$ 579,3 milhões registrados no mesmo período do ano passado. A receita líquida da estatal mineira chegou a R$ 9,52 bilhões, crescendo 48,3% na comparação com a receita do terceiro trimestre de 2020, de R$ 6,42 bilhões. Já o Ebitda Consolidado IFRS da Cemig subiu 29,5% indo a R$ 1,91 bilhão.

Em nove meses, a Cemig registrou um lucro líquido acumulado de R$2,8 bilhões, crescimento de 75,1% em relação ao mesmo período do ano passado, que foi de R$1,6 bilhão. O Ebitda apresentou um crescimento de 53,6%, atingindo R$6,3 bilhões, ante R$4,1 bilhões nos nove primeiros meses de 2020. Ate setembro, os investimentos somaram R$ 1,4 bilhão, dos quais R$ 1,1 bilhão na Cemig-D, com foco na manutenção e modernização. Na Cemig-D, o aumento de consumo ficou em 4%.

A energia faturada pela Cemig GT, totalizou 7,4 milhões de MWh no trimestre, aumento de 6,5% em relação ao mesmo período de 2020. O aumento foi puxado pelo consumo dos clientes livres da classe industrial, em função de novos contratos de venda, associado também ao aumento no consumo. O preço médio de venda de energia no trimestre teve aumento de 16%, saindo de R$ 275,88/ MWh para R$ 287,97/ MWh.