Siemens fornece 180 painéis de média tensão para Bracell em SP

Equipamentos do modelo 8DA10 são indicados para ativos de risco ou locais remotos por sua robustez e alta confiabilidade

A Siemens entregou 180 painéis isolados a gás de média tensão para uma planta de celulose solúvel da Bracell em Lençóis Paulista, interior de São Paulo. Os equipamentos do modelo 8DA10 foram instalados pela empresa, com o projeto envolvendo também o fornecimento de relés de proteção, cabeamento, automação elétrica e sistemas de medições.

Segundo a companhia, o modelo 8DA10 é caracterizado pela robustez, compactação e alta confiabilidade, sendo indicados para ativos de risco e locais remotos visto serem livres de operadores e sem necessidade de manutenção. As subestações instaladas na unidade contam com isolamento integral em SF6 e tecnologia de chaveamento a vácuo, o que resulta em isenção de manutenção e altíssima confiabilidade em um invólucro realmente compacto.

Outro diferencial dos painéis é que possuem dispositivos que permitem que sejam operados remotamente via sistema de proteção e automação da subestação, onde os relés de proteção fazem a interface com o sistema supervisório. Dessa forma, os relés podem ser acionados para abrir e fechar disjuntores e seccionadoras, possibilitando uma gestão remota e automática do sistema.

“É um portfólio de alta confiabilidade, que reduz muito os riscos para a operação do cliente em situações em que a energia não pode ser interrompida. Essa característica gera redução de custos também pois não necessita da atuação de operadores e nem da realização de manutenção dos equipamentos”, afirma o diretor de Negócios da área Smart Infrastructure da Siemens, Fábio Koga,.

Projeto completo

O fornecimento dos painéis 8DA10 pela Siemens integra um projeto mais amplo voltado para a unidade da Bracell de Lençóis Paulista e que envolve também a Siemens Energy. A companhia superou sua maior produção de turbinas já feita no Brasil e entregou para a empresa de papel e celulose três turbogeradores a vapor com capacidade de geração total de quase 420 MW.

Os equipamentos, de modelo SST-600, foram produzidos na unidade fabril da Siemens Energy em Jundiaí (SP), transformam o valor de alta pressão produzido a partir da queima de combustíveis renováveis (biomassa e/ou licor negro) em energia elétrica. O fornecimento incluiu ainda uma subestação turnkey de 440 kV com quadro isolado a gás (GIS), equipamento que foi fabricado em Xangai, na China.