Zona de Convergência do Atlântico Sul é boa para matriz brasileira, diz Climatempo

Estudo mostra que apesar de beneficiar fonte hídrica, fenômeno climático pode impactar na geração eólica e solar

Estudo da Climatempo sobre a Zona de Convergência do Atlântico Sul mostra que dependendo da região em que ela atua ou da fonte de energia que está sendo gerada, o fenômeno pode ser ter tanto impactos positivos quanto negativos. Porém ao analisar a matriz brasileira, a ZCAS aparece como solução ou alívio para períodos de crise hídrica iguais ao que presenciamos atualmente. A ZCAS é o principal sistema meteorológico do verão no Brasil responsável por um período prolongado de chuva frequente e volumosa sobre parte das Regiões Norte, Centro-Oeste e Sudeste. O estudo está disponível na Biblioteca CanalEnergia.

De acordo com o estudo, há um grande interesse de vários profissionais de diversos setores em entender e prever esse sistema, uma vez que ele está associado a chuvas intensas. A estrutura da ZCAS depende das condições de outros sistemas meteorológicos e oceânicos. Com isso, as mudanças climáticas são capazes de alterar a localização e intensidade da ZCAS e consequentemente, o impacto no setor elétrico.

Na parte hídrica, A ZCAS aparece aumentando o volume e a intensidade da chuva em algumas regiões onde estão alguns dos reservatórios de água do sistema. Assim, quanto mais chuvas sobre os reservatórios das usinas, maior é o nível e mais energia a usina poderá gerar. Já no caso da fonte eólica, a formação de sistemas como a ZCAS altera o regime de ventos na região na direção e na magnitude. Essa alteração nos ventos faz com que as usinas gerem menos energia. Os picos na produção eólica acontecem nos períodos de pouca chuva no Brasil. Os menores valores de geração eólica também ocorrem nos meses da estação chuvosa. No entanto, não é possível relacionar diretamente a ZCAS com esta geração, uma vez que grande parte dos parques eólicos estão instalados na Bahia, Piauí e Rio Grande do Norte, onde há baixa frequência de ZCAS e maior ocorrência de fenômenos como o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis ou ainda a Zona de Convergência Intertropical .

No caso da fonte solar, a ZCAS causa aumento ou redução da produção devido a variação da nebulosidade em áreas de manufatura dessa modalidade, quanto maior a fração de nuvens no céu, maior será a área de sombreamento dos painéis e menor será a produção dessa energia.