Aneel libera operação comercial de eólicas no RN

Eólicas na Bahia e Paraíba pode operar no modo teste

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou nesta quarta-feira, 1º de dezembro, o início da operação comercial de muitas unidades geradoras de eólicas no Rio Grande do Norte. O aval foi para as unidades geradoras UG1 a UG7 da EOL Mundo Novo II, na cidade de São Tomé e cada uma com 4,2 MW de capacidade. A Aneel também liberou as unidades UG10 a UG17, de 3,5 MW cada, da EOL Terra Santa I, que fica em Caiçara do Norte. Na EOL Ventos de Santa Martina 1, na cidade de Caiçara do Rio do Vento, o aval foi para as turbinas UG1 UG2, de 4,2 MW cada.

Em São Miguel do Gostoso, a EOL Cumarú V, da Enel Green Power, em São Miguel do Gostoso, já pode iniciar a operação comercial da UG3, de 4,2 MW. Em Areia Branca, o aerogerador UG6, de 3,5 MW , da EOL Filgueira II, também foi autorizado. No Ceará, na cidade de Trairi, a agência liberou para operação comercial as unidades geradoras EOL Serra do Mato V, de UG1 a UG5, de 4,2 MW.

Já para operação em teste, foram liberadas na Bahia, na cidade de Iraquara e Souto Soares, a UG5 a UG7 da EOL Ventos da Bahia XIII, de 5,5 MW. Na mesma cidade, foi a vez da UG5 da EOL Ventos da Bahia XIV, também com 5,5 MW.

Outra eólica que teve os testes liberados foi o complexo Canoas, na Paraíba. Na EOL Canoas 2, foi a UG3, de 3,46 MW, enquanto na Canoas 3 foram as turbinas UG8 a UG10, de 3.46 MW cada uma. A usina fica nas cidades de Santa Luzia e São José do Sabugi.