Clarke Energia recebe investimentos de R$ 6,6 mi e quer ser maior gestora de clientes do ACL

Aporte foi feito por EDP Ventures, CSN Inova e Niu Ventures

A start up Clarke Energia recebeu investimento estratégico de R$ 6,6 milhões, liderado pela EDP Ventures Brasil, veículo de investimento de capital de risco da EDP. O aporte também foi acompanhado pela CSN Inova Ventures, fundo de corporate venture capital da CSN e pela Niu Ventures, gestora do Vale do Silício, fundada por empreendedores brasileiros e americanos. A Clarke auxilia empresas a reduzir em até 30% a conta de energia.

Criada em novembro de 2019, a Clarke atua como um marketplace de mercado livre de energia. A start up planeja utilizar o investimento para se tornar a maior gestora de clientes livres do Brasil e aposta na tecnologia para democratizar o acesso à energia livre. Segundo o CEO e cofundador da Clarke Energia, Pedro Rio, os investidores são extremamente estratégicos e estão entre poucos que investem em energia. Para ele, além de toda bagagem no desenvolvimento de tecnologia, também serão parceiros comerciais que vão ajudar a criar a maior gestora de clientes livres do Brasil.

A Clarke já fechou contratos com pequenas, médias e grandes empresas. Entre os negócios atendidos estão a Le Cordon Bleu, FUNCEF, Dr. Consulta, Mobly, Burger King, Habib’s, Maple Bear e outros. Em setembro do ano passado, a EDP Ventures Brasil já havia participado de uma primeira rodada de investimento da startup. Para o cofundador da CSN Inova, Felipe Steinbruch, a Clarke pode levar energia até seus parceiros comerciais e se encaixa na tese de Greentechs, com um grande potencial em utilizar a solução para levar economia e opções mais sustentáveis de energia para a cadeia de suprimentos e parceiros comerciais da CSN. Já o fundador da Niu Ventures, Reinaldo Normand, aposta no time da Clarke e no seu crescimento de mercado, pela start up ter todas as características visadas por investidores do Vale do Silício.