Neoenergia avança em obras do seu primeiro complexo solar para o ACL

Luiza fica na Paraíba e terá 149,3 MWp de capacidade

A Neoenergia instalou a primeira estaca de sustentação para os mais de 233 mil painéis solares previstos para o Complexo Solar Luzia (PB). Com capacidade instalada total de 149,3 MWp, Luzia é o primeiro da empresa para a geração fotovoltaica centralizada para o mercado livre. Em 2022, com esse e outros ativos que estão em construção, mais de 90% da matriz da companhia será formada por energias renováveis.

O ativo terá sinergia operacional com os empreendimentos eólicos e de transmissão e está alinhado com o objetivo da Neoenergia de expandir a carteira de geração de energia limpa com criação de valor e contribuir com o desenvolvimento sustentável e de baixo carbono. A construção dos parques irá trazer também benefícios econômicos para os proprietários de terras durante toda a vida do empreendimento. A geração de empregos é outra vantagem das obras, que deverão criar 700 postos de trabalho no pico.

A localização das plantas fotovoltaicas potencializa a sinergia operacional dos negócios da companhia. O empreendimento está sendo construído a aproximadamente 11 quilômetros da subestação Santa Luzia II, que integra o projeto de transmissão adquirido pela companhia no lote 6 do leilão 002/2017 da Agência Nacional de Energia Elétrica, com energização prevista para este ano. Além disso, a infraestrutura de conexão das usinas será compartilhada com o Complexo Eólico Chafariz, onde estão sendo instalados 15 parques que somam capacidade instalada de 471,2 MW.