UNICA e CCEE emitem Certificado Energia Verde para Usinas da Cofco

A iniciativa contribui para qualificar e valorizar a geração de energia sustentável a partir da biomassa

A UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) emitiu na última quinta-feira, 9 de dezembro, o Certificado Energia Verde para as usinas produtoras de bioeletricidade sucroenergéticas Catanduva, Meridiano, Potirendaba e Sebastianópolis, no âmbito do Programa de Certificação da Bioeletricidade promovido pela Associação em parceria com a CCEE. A iniciativa contribui para qualificar e valorizar cada vez mais a geração de energia sustentável a partir da biomassa que tem papel fundamental no suporte ao setor de energia.

Segundo a UNICA, representando a Cofco International Brasil, as usinas foram as primeiras inscritas no Programa que conseguiram o Certificado Energia Verde, referente à Edição 2022 do Programa, que considera na análise a energia elétrica a ser produzida ao longo de 2022 com biomassa da cana-de-açúcar.

O Programa de Certificação da Bioeletricidade Energia Verde foi criado em 2015 pela Unica, em parceria com a CCEE e apoio da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (ABRACEEL), com a emissão do Certificado e do Selo Energia Verde. O Certificado Energia Verde é concedido para usinas produtoras de bioeletricidade que cumprem requisitos de geração renovável e de eficiência energética. Já o Selo Energia Verde é concedido a comercializadoras e consumidores no mercado livre de energia elétrica que contratam bioeletricidade gerada a partir da biomassa de cana-de-açúcar, uma energia neutra em emissões de gás carbônico. Trata-se da primeira inciativa no mundo focada estritamente no setor sucroenergético.