Usinas podem testar 60,58 MW de capacidade instalada

Aneel liberou ainda 5,57 MW para operação comercial

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou para início da operação em teste, a partir de 9 de dezembro, unidades geradoras da PCH Invernadinha, que juntas somam 18 MW de capacidade instalada e estão localizadas no estado do Paraná. Foram autorizadas também unidades geradoras da UTE Manicoré II, que somam 14,66 MW e estão localizadas no estado do Amazonas.

No âmbito da geração eólica, foram liberadas unidades geradoras das EOL Ventos de São Januário 23, EOL Vila Espírito Santo II, EOL Ventos de Santa Esperança 13 e 15 e EOL Canoas 4. Os empreendimentos somam no total 27,92 MW de capacidade instalada e estão distribuídos nos estados do Rio Grande do Norte, Bahia e Paraíba. No total, para teste, estão autorizados 60,58 MW de capacidade instalada.

Para operação comercial, a Aneel autorizou um total de 5,57 MW de capacidade instalada. Dentre elas consta a UG1, de 4,2 MW, da EOL Ventos de Santa Martina 14, no estado do Rio Grande do Norte e unidades geradoras da PCH Linha Rica, que somam 1,37 MW, localizadas em Santa Catarina.