Revisão Tarifária da Light aponta reajuste médio de 15,13%

Pela proposta, que entra em consulta pública, a baixa tensão terá aumento médio de 17,96%

A diretoria da Aneel aprovou em reunião realizada nesta terça-feira, 14 de dezembro, a abertura de consulta pública para discutir a Revisão Tarifária Periódica da Light (RJ). O efeito médio proposto para os consumidores será de 15,13%, sendo 9,52% em média para a alta tensão e 17,96% para os clientes conectados na baixa tensão. A tarifa passa a vigorar a partir de 15 de março de 2022.

O resultado decorre do reposicionamento dos itens de custos das Parcelas A e B, com efeito tarifário de 9,65% e da inclusão dos componentes financeiros apurados no atual processo tarifário, com impacto tarifário de 2,90%, além da retirada dos componentes financeiros estabelecidos no último processo tarifário, representando 2,58% de efeito.

DEC e FEC

As perdas técnicas na distribuição ficarão em 5,95% em relação à energia injetada, enquanto que para perdas não técnicas foi estipulada uma meta de 36,92% ao final do ciclo. Já os limites globais de Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (DEC) e de Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (FEC) para os anos de 2023 a 2027 tiveram uma redução média anual de 2,09% e 3,85%, respectivamente.

A consulta pública vai acontecer entre 15 de dezembro de 2021 e 28 de janeiro de 2022, com reunião virtual em 19 de janeiro de 2022, com vistas a colher subsídios e informações para aprimorar a proposta.