Cemig e Polícia Civil realizam operação contra furto de energia

Durante ação foram detectadas 26 irregularidades e as duas instituições já programam novas operações para 2022

A Cemig e a Polícia Civil de Minas Gerais encerraram na última segunda-feira, 13 de dezembro, o ciclo de operações conjuntas em 2021 para regularizar o sistema de medição em diversos estabelecimentos comerciais com indícios de furto de energia elétrica.

De acordo com a distribuidora, foram realizadas seis operações coordenadas com a participação da Polícia Civil na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que resultaram, da parte da Cemig, na detecção de 26 irregularidades, sendo o prejuízo estimado causado por esses estabelecimentos próximo de R$ 2 milhões. Do lado da Polícia Civil, foram conduzidas à delegacia policial 23 pessoas responsáveis pelos estabelecimentos no quais foram detectados os furtos de energia elétrica, resultando, até o momento, em nove prisões em flagrante, bem como instauração de sete inquéritos policiais.

Para o ano que vem, as duas instituições já programam novas operações, com o objetivo de intensificar cada vez mais a prática de combate a esse tipo de ação, que, além dos prejuízos financeiros para toda sociedade, podem causar acidentes graves ou fatais, além de incorrer em punições previstas em lei, como multas e até prisão.