Aneel homologa cotas provisórias da CDE até abril

Valor mensal a ser recolhido pelas distribuidoras é de R$ 2,4 bilhões

A Agência Nacional de Energia Elétrica publicou as cotas provisórias da Conta de Desenvolvimento Energético para os meses de janeiro a abril de 2022, a serem recolhidas pelas 52 concessionárias de distribuição de energia elétrica. O valor mensal será R$ 2,4 bilhões.

O orçamento da CDE para o próximo exercício entrou em consulta pública em 16 de dezembro e só será aprovado no ano que vem, o que justifica a definição de valores preliminares para o primeiro quadrimestre de 2022. A proposta orçamentária é de R$30,667 bilhões, valor 28,2% maior que o de 2021.

As despesas devem aumentar em R$6,751 bilhões, e a parcela a ser paga pelo consumidor pode chegar a R$28,791 bilhões, 47,1% maior que as cotas desse ano.