Copel avança na construção de novo complexo eólico no RN

Os 26 aerogeradores que estão sendo instalados terão potência total de 90,1 MW

A Copel iniciou a instalação dos 26 aerogeradores do Complexo Eólico Jandaíra, no Rio Grande do Norte, que tem previsão de operação para maio de 2022. Os equipamentos estão divididos em quatro parques eólicos nos municípios de Jandaíra e Pedra Preta, somando potência total de 90,1 MW, montante suficiente para atender o consumo de 250 mil pessoas.

De acordo com a empresa, até o momento, 16 torres de aerogeradores já estão montadas, sete estão pré-montadas e três entram em pré-montagem nas próximas semanas. Em fevereiro de 2022, começam a ser montados os rotores, geradores, pás e todos os outros equipamentos. Junto aos parques, estão sendo instaladas uma subestação e uma linha de transmissão de 16 km que vai operar em 230 kV e escoar a energia elétrica a ser gerada no Complexo para o Sistema Interligado Nacional (SIN). Na linha, das 38 torres previstas, 37 estão montadas, faltando somente a estrutura que fica na subestação João Câmara. Os cabos de energia já estão sendo lançados. As obras da nova subestação Jandaíra atingiram 60% de execução e devem ser concluídas até março do ano que vem.

O Complexo Eólico Jandaíra conta com investimento de R$ 411 milhões. A futura produção de energia elétrica foi vendida pela Copel pelo preço de R$ 98,00 o MWh no leilão de energia nova A-6, promovido no dia 18 de outubro de 2019, pela Aneel. Os contratos terão 20 anos de duração e o início do fornecimento está previsto para 2025.