Emae investe R$ 105 milhões na modernização da usina do complexo Henry Borden

Troca de equipamentos e atualização tecnológica devem aumentar potência do empreendimento de 420 MW para 426 MW

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia – EMAE vai investir R$ 105 milhões na modernização das seis unidades geradoras da usina subterrânea do Complexo Henry Borden, em Cubatão. A mudança, que inclui a substituição de equipamentos obsoletos e em final de vida útil, proporcionará a atualização tecnológica e adequação de processos.

De acordo com a empresa, do total de geradores, dois deles (15 e 16), que estão em operação desde 1960, passarão por uma reforma mais completa, o que resultará na repotenciação dos geradores. A expectativa é que haja um acréscimo de 3 MW nesses geradores, ou seja, cada gerador passaria de 70 MW para 73 MW, com o mesmo volume de água passando pelas turbinas.

O acréscimo de potência será aferido durante os testes operacionais em carga das unidades, momento em que será verificado o aumento da eficiência do conjunto turbina-gerador. Com isso, a potência da seção subterrânea passaria de 420 MW para 426 MW. O consórcio formado pelas empresas Voith Service Voith Hydro foi o vencedor do processo licitatório e realizará o projeto. Os trabalhos têm previsão de início no mês que vem e devem ser finalizados em 36 meses.