Climatempo mostra como se preparar para eventos extremos de chuva e mudanças climáticas

A partir de projeções de diferentes cenários, é possível verificar o comportamento da chuva para as próximas décadas

A Climatempo divulgou um novo boletim, que já está disponível na Biblioteca do Portal CanalEnergia, onde destaca que cada tipo de geração de energia possui suas particularidades em relação a influência do clima. Por conta disso, é importante que no momento da construção da usina ou mesmo em seu pleno funcionamento, a empresa responsável pela geração conheça toda a variabilidade climática da região.

De acordo com o boletim Café com Ciência, para termos uma boa caracterização climática de determinada região, é importante que se utilizem as normais climatológicas, mas o que são normais climatológicas? A Organização Meteorológica Mundial (OMM) define essas normais como os “valores médios calculados para um período relativamente longo e uniforme, compreendendo no mínimo três décadas consecutivas”. O período de 30 anos é estabelecido para que diversos fenômenos com escala temporal maior sejam levados em consideração durante o estudo da série histórica. Com a série histórica em mãos, é possível extrair diversas informações importantes de chuva, vento, temperatura, entre outros.

Na meteorologia, os modelos climáticos são responsáveis por realizar as previsões de longo prazo, de anos e até décadas à frente. Os modelos climáticos simulam o clima passado e o presente baseando-se nas condições existentes, e projetam o futuro de acordo com cenários pré-determinados. A partir dessas projeções de diferentes cenários, é possível verificar o comportamento da chuva para as próximas décadas. É possível também comparar as projeções com o que foi identificado nos indicadores históricos discutidos anteriormente, identificando possíveis mudanças que poderão ocorrer, e avaliando se há uma tendência de aumento de dias com chuva ou aumento de dias secos.

Para saber mais detalhes desse boletim ou de todos os outros, acesse o portal da Climatempo e nossa Biblioteca, além de acompanhar as novidades, toda quarta-feira, ao vivo, no CanalEnergia Live.