Eletrobras e EDP Renováveis recebem Selo Bloomberg Gender-Equality Index 2022

O índice de referência global avalia a igualdade de gênero em 45 países

As Empresas Eletrobras receberam o Selo Bloomberg Gender-Equality Index 2022 (GEI), integrando o grupo de 418 instituições, em 45 países e regiões, que estão comprometidas com a transparência na divulgação de dados sobre igualdade de gênero. As empresas do índice representam uma variedade de setores, principalmente finanças, tecnologia e serviços públicos, que, no seu conjunto, representam a maioria das empresas do índice.

Para fazer a seleção, mais de 11.500 empresas cotadas foram analisadas utilizando os dados de ESG da Bloomberg. Às empresas é atribuída uma pontuação de ESG da Bloomberg que é medida numa escala de zero a 100%, sendo 100% a pontuação mais alta. Este parâmetro de referência mede a igualdade entre homens e mulheres em cinco pilares: liderança feminina e fonte de talentos, igualdade salarial e paridade salarial entre homens e mulheres, cultura inclusiva, políticas contra o assédio sexual, e marca pró-mulheres.

A Eletrobras preencheu um questionário elaborado pela Bloomberg em colaboração com especialistas no assunto em todo o mundo. Segundo a Bloomberg, as empresas estão trabalhando para melhorar suas métricas relacionadas a gênero, promovendo mais oportunidades para que talentos diversos tenham sucesso em suas organizações. Todas as empresas Eletrobras integram o Comitê Permanente para Questões de Gênero do Ministério de Minas e Energia e Empresas Vinculadas, possibilitando a unificação de políticas, o compartilhamento de experiências e o desenvolvimento de práticas voltadas para questões de gênero.

A EDP Renováveis também faz parte, pelo terceiro ano consecutivo, do GEI. Nesta edição, a EDPR aumentou a pontuação em que foi incluída no índice, em comparação com o ano passado, o que reflete a importância que a empresa dá à cultura de igualdade e inclusão de gênero, promovendo práticas que valorizam o talento das mulheres e a diversidade nas equipes. De fato, a igualdade é uma questão prioritária para a EDPR, sendo um tema fundamental do plano estratégico de ESG apresentado pela empresa para o período 2021-25.