Renova venderá metade de complexo eólico no RN

Acordo inicial foi assinado com a AES, mas ativo com 305 MW ainda passará por leilão para definir a futura proprietária do ativo que faz parte do pipeline de projetos

A Renova Energia aceitou proposta apresentada pela AES Brasil para a venda de parte de ativos do Complexo Cordilheira dos Ventos, localizados no Estado do Rio Grande do Norte. A parcela envolvida nesse negócio é de 305MW de projetos ainda em desenvolvimento. Esse ativo é um dos 16 complexos eólicos que integram o portfólio de projetos futuros da empresa no Nordeste do país.

Apesar dessa aceitação o negócio ainda não foi fechado porque a operação está condicionada à realização de leilão previsto para março, em que outras empresas poderão fazer ofertas pelo ativo. Segundo a Renova, havendo oferta superior em 2% ao valor estipulado no negócio fechado com a AES, o complexo poderá ser transacionado com outros interessados. Contudo, o valor desse acordo não foi revelado.

Com a venda futura, sendo para a AES ou para outra empresa, terá parte dos recursos arrecadados usado para antecipar a amortização de dívidas com o BNDES, Citibank e Cemig. Outra parte será destinada ao caixa da companhia para uso na operação. Esta será a primeira venda de um ativo do portfólio futuro da Renova e  faz parte do plano de recuperação judicial da geradora, aprovado em dezembro de 2020.

Mesmo com a venda, a Renova segue como detentora de parte do Complexo Cordilheira dos Ventos, com uma área remanescente com potencial de geração de 315 MW.