Stoa vira acionista de usinas solares da Voltalia no RN

UFVs Serra do Mel 1 e 2 estão em construção e devem iniciar operação no primeiro semestre

A Voltalia e o fundo de investimentos especializado em projetos de infraestrutura STOA assinaram na última terça-feira, 15 de março, uma transação que sela a parceria das empresas em mais um projeto. Com a cessão de 33% na participação das UFVs Serra do Mel 1 e 2 (320 MW – RN), a STOA torna-se acionista minoritário das plantas solares, ainda em construção e que devem começar a operação ainda no primeiro semestre deste ano.

As plantas solares estão localizadas entre os municípios de Areia Branca e Serra do Mel, onde a Voltalia vem desenvolvendo há mais de uma década o Cluster Serra Branca, um complexo híbrido que conta com seis parques eólicos em operação e com potencial de atingir até 2,4GW. Um dos empreendimentos eólicos do cluster já conta com a participação da STOA, que em 2020 adquiriu 33% do parque eólico Ventos Serra do Mel 3 (152 MW).

Para Mathieu Lebègue, responsável pelas atividades da STOA na América Latina, o investimento na UFV Serra do Mel ao lado da Voltalia é o terceiro da STOA no Brasil, desde que começamos a operar no país no final de 2018. Segundo o executivo, o investimento também confirma a atratividade de oferta do fundo para os produtores de energia, como a Voltalia, que buscam capital a longo prazo.

Já Sébastien Clerc, CEO da Voltalia, se mostra satisfeitos em concluir a segunda parceria com a STOA. Na visão do executivo, ela ilustra o modelo de trabalho com parceiros a longo prazo nas usinas de energia desenvolvidas, construídas e operadas pela Voltalia De acordo com Robert Klein, CEO da Voltalia no Brasil, a energia elétrica proveniente de parques eólicos e solares no Brasil é uma das mais competitivas do mundo e a nova parceria com a STOA reforça não só a confiança do fundo de investimentos na qualidade do trabalho empenhado, mas também da Voltalia.