Eletrobras encerra SPE Inambari, que estudava UHE no Peru

Sociedade foi criada no âmbito do processo de integração energética entre Brasil e o país andino e tinha OAS como sócia majoritária

A Eletrobras informou na última terça-feira, 15 de março, que encerrou a Sociedade de Propósito Específico (SPE) Inambari Geração de Energia, que contava com a participação acionária da Construtora OAS com 51%, da Eletrobras com 29,4% e de Furnas com 19,6%, e que foi criada, em maio de 2008, com o objetivo de elaborar estudos, implantar e explorar o aproveitamento hidroelétrico do rio Inambari, localizado no Peru, no âmbito do processo de integração energética entre Brasil e Peru.

O comunicado destaca ainda que a operação de encerramento está no escopo da iniciativa de racionalização das participações societárias da Eletrobras, nos termos do Plano Diretor de Negócios e Gestão (“PDNG 2022-2026”) divulgado ao mercado por meio de Fato Relevante em 17 de dezembro de 2021.