Aneel confirma resultado do leilão de capacidade para usinas a gás

Certame teve 17 vencedores, mas seis térmicas a óleo foram inabilitadas pela comissão de licitação

A Agência Nacional de Energia Elétrica homologou o resultado do Leilão de Reserva de Capacidade de 2021 para nove das 17 usinas termelétricas vencedoras do certame. A decisão confirma a habilitação da UTEs a gás natural Azulão, William Arjona, Luiz Oscar Rodrigues de Melo, Parnaíba IV, Ibirité, Termorio, Trombudo, Termopernambuco e Portocem I.

O leilão foi realizado em 21 de dezembro e resultou na negociação de 4.632 MW de potência disponível ao preço médio de R$ 824.553,83/MW ano, com deságio médio de 15,34%. Foram negociados no total R$ 57 bilhões em contratos de 15 anos, com início de suprimento em 1º de junho de 2026.

Dos 17 vendedores, nove são usinas a gás e uma a biomassa. As outras sete são plantas a óleo combustível e a óleo diesel, que participaram da disputa com liminares do Superior Tribunal de Justiça. No início do mês, a Comissão Especial de Licitação da Aneel invalidou a habilitação de seis dessas usinas, depois que o plenário do STJ cassou as liminares.

Foram inabilitados as UTEs Global I e II, da Companhia Energética Candeias; Potiguar I e III, da Companhia Energética Potiguar, e Geramar I e II, da Gera Maranhão. O processo ainda deve passar pela diretoria da Aneel.