Consumo de energia na Equatorial cresceu 3,5% no 1º trimestre

Classe comercial e Equatorial Pará foram destaques no período

No primeiro trimestre do ano, o consumo de energia elétrica dos mercados cativo e livre apresentou das distribuidoras da Equatorial teve um crescimento de 3,5% de forma consolidada. De acordo com a empresa, todas as classes registraram aumento, com destaque para a classe comercial, com aumento de 6,7%, seguida pelo segmento ‘Outros’, que cresceu 4,8%, refletindo principalmente a recuperação do consumo do setor público.

Por distribuidora, os destaques do período foram os aumentos dos volumes da Equatorial Pará e CEEE-D (RS), com um crescimento de 6,5% e 5,9%, respectivamente. No Maranhão, o crescimento de 2,4%, impulsionado principalmente pelo aumento no ficou em consumo residencial. Na distribuidora do Pará, houve aumento de 6,5%, impulsionado principalmente pelas classes Residencial, Industrial e Comercial.

Na Equatorial Piauí, houve redução de 0,5%, decorrente, principalmente, das condições climáticas do período que afetaram a classe Residencial. Em Alagoas, o crescimento chegou a 2,4%, impulsionado principalmente pelo aumento no consumo residencial, provocado pelo aumento da temperatura média do período, e Comercial. Na CEEE-D, o aumento no consumo de 5,9% é resultado do aumento no consumo comercial e do consumo de poder público, em especial iluminação pública, em função da atualização cadastral. No Amapá, a CEA teve redução de 14,3% no consumo, devido as condições do clima, mudança no procedimento de faturamento e ajustes de base de clientes.