Energisa pretende transformar Zona da Mata de MG em hub tecnológico

Projeto Rio Pomba Valley prevê diversas ações focadas na transformação, geração de empregos e capacitação

O Grupo Energisa lançou na última quarta-feira, 27 de abril, o Rio Pomba Valley na Zona da Mata de Minas Gerais. O projeto tem como objetivo oferecer qualificação profissional com habilidades de mercado para criação de um ecossistema de empreendedorismo e inovação, base para fomentar o surgimento de um hub tecnológico na região.

“Este é apenas o primeiro passo, que tem como base a educação e geração de oportunidades para então impulsionar um ecossistema de criatividade e inovação na região da Zona da Mata. Aproveitando-se de um ecossistema com universidades, instituições de ensino profissionalizantes e de um grande histórico de empreendedorismo e criação, o Rio Pomba Valley nasce para suprir uma demanda que tem na tecnologia sua essência”, destaca Ricardo Botelho, CEO do Grupo Energisa.

Diante deste cenário, já no próximo dia 03 de maio serão abertas as inscrições para o curso de Tecnologia da Informação (TI). De acordo com a companhia, serão selecionadas 40 pessoas, entre 18 e 49 anos, para aulas em parceria com o SESI Nacional, FIEMG e SENAI. A capacitação está prevista para iniciar em junho em modelo híbrido (online e presencial).

Segundo Botelho, o programa tem atuação em quatro pilares essenciais para a empresa, como a educação a partir da formação de um ecossistema de criatividade e inovação; parcerias com órgãos públicos e privados para potencializar a iniciativa; criação de um ambiente para desenvolvimento de pequenos e médios empresários; e comunidade, na interação e cooperação entre empresas, universidades e startups.

Cursos
Os cursos de Front End e Back End serão divididos em ciclos de seis meses e será para maiores de 18 anos, residentes na região da Zona da Mata.

Vale destacar que a Energisa custeará 90% do valor do curso. Sendo que os 10% restantes é custeado pelo candidato. O investimento total para cada um dos cursos é de cerca de R$ 400.

Os trâmites serão feitos entre aluno e Senai e o valor poderá ser parcelado. Para se inscrever, basta acessar https://www.edulivre.org.br/, preencher o formulário e aguardar a confirmação da inscrição.