Colaboradores da Enel doam € 1 milhão em apoio humanitário na Ucrânia

Iniciativa reuniu recursos para a Agência das Nações Unidas para Refugiados e a organização Save the Children

Sensibilizados por uma guerra que completa 70 dias nessa quarta-feira, 4 de maio, os colaboradores do grupo italiano Enel doaram € 1 milhão para a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o programa Save the Children em apoio a ajuda humanitária na Ucrânia. Por meio da iniciativa, as duas organizações arrecadaram o valor em manifestações voluntárias, além de uma contribuição da Enel Cuore. A intenção é ajudar as populações impactadas, tanto no país quanto em outros onde as duas organizações operam, em resposta às necessidades dos refugiados e pessoas fora de sua terra natal.

A ACNUR protege quem foi forçado a fugir de sua casa devido a conflitos e perseguições. Opera em mais de 130 países para proteger milhões de pessoas, respondendo com apoio para salvar vidas, protegendo direitos humanos básicos e ajudando a construir um futuro mais inclusivo. Em relação à atual emergência, está presente também na Romênia, Hungria e Polônia. Além disso, criou dois centros de acolhimento nas cidades italianas de Fernetti e Tarvisio, locais seguros onde crianças, famílias e pessoas com necessidades específicas e que estão fugindo da violência, dispõem de abrigo e acesso a serviços básicos.

Mais de 5 milhões de pessoas já deixaram a Ucrânia como refugiados, segundo estimativa da ONU (Peter Lazer / AFP)

Cuore é o braço sem fins lucrativos da empresa que apoia projetos e iniciativas de alto impacto para comunidades. As ações realizadas em cooperação com as organizações voluntárias estão divididas em quatro áreas: cultura e educação de crianças e adolescentes, emprego e inclusão social de pessoas vulneráveis, iniciativas de autonomia para pessoas com deficiência, alívio da pobreza social e atenção preventiva aos idosos.

Por sua vez a Save the Children tem lutado há mais de 100 anos para salvar jovens em risco. A organização atua na Ucrânia desde 2014 e está distribuindo suprimentos para atender a necessidades básicas de crianças que chegam à Polônia e à Romênia, onde realiza atividades para proteger menores desacompanhados e separados de suas famílias. Também estabeleceu espaços para brincadeiras e suporte adequado para processar o trauma que as pessoas sofreram, buscando recuperar um pouco de tranquilidade em meio ao caos.