Geração solar atinge 1 milhão de sistemas em telhados e pequenos terrenos no Brasil

De acordo com a Absolar, segmento já viabilizou a atração de mais de R$ 57,4 bilhões em investimentos acumulados no País

Mapeamento feito pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) indicou que a energia solar atingiu a marca de 1 milhão de sistemas instalados em telhados, fachadas e pequenos terrenos no Brasil. São mais de 10,6 GW de potência instalada em residências, comércios, indústrias, produtores rurais, prédios públicos no Brasil.

De acordo com a entidade, desde 2012, foram mais de R$ 57,4 bilhões em investimentos privados, que geraram mais de 320 mil empregos acumulados no período, espalhados em todas as regiões do Brasil, adicionando a arrecadação de mais de R$ 14,3 bilhões aos cofres públicos. E 2022 poderá ser o melhor ano da energia solar já registrado no Brasil desde 2012, com o maior crescimento do mercado e do setor na última década.

Segundo análise da entidade, energia solar seguirá crescendo a passos largos e deverá praticamente dobrar sua potência operacional instalada, impulsionada pelos aumentos nas tarifas de energia elétrica acima da inflação e pela publicação da Lei nº 14.300/2022. Trata-se, portanto, do melhor momento para se investir em energia solar, justamente por conta dos reajustes tarifários e do período de transição previsto na lei, que garante até 2045 a manutenção das regras atuais aos consumidores que instalarem um sistema solar no telhado até janeiro de 2023.

Embora tenha avançado nos últimos anos, o Brasil, detentor de um dos melhores recursos solares do planeta, continua atrasado no uso da geração própria de energia solar. Dos mais de 89 milhões de consumidores de energia elétrica do País, apenas 1,3% já faz uso do sol para produzir eletricidade, limpa, renovável e competitiva.