EDPR anuncia acordo com Lhyfe para projetos de produção de hidrogênio renovável

Empresas irão identificar oportunidades para o co-desenvolvimento de projetos

A EDP Renováveis assinou acordo com a empresa francesa Lhyfe para produção de hidrogênio verde renovável. A EDPR fornecerá eletricidade renovável aos projetos de geração de hidrogênio da Lhyfe e pretende alcançar 1,5 GW de capacidade de produção de hidrogênio verde até 2030.

“Acreditamos que o hidrogênio renovável pode complementar a eletrificação direta como o melhor meio para reduzir as emissões de CO2 e alcançar a descarbonização da economia, incluindo os setores mais difíceis de descarbonizar. Através deste acordo com a Lhyfe, reforçamos o nosso compromisso para a aceleração da transição energética, ao mesmo tempo que damos mais um passo para a concretização dos nossos planos de crescimento”, disse o CEO da EDP e EDP Renováveis, Miguel Stilwell d’Andrade.

Além disso, as duas empresas irão identificar oportunidades para o co-desenvolvimento de projetos, com a participação da EDPR a atingir potencialmente até 50% do capital do projeto. As empresas também trabalharão juntas em atividades de P&D, desenvolvimento de novos projetos e aquisição de equipamentos.

“Estamos muito orgulhosos de concluir este acordo com um dos maiores produtores de energia renovável do mundo. A confiança depositada em nós pela EDPR permite-nos considerar com confiança o desenvolvimento do nosso hidrogênio renovável em todo o mundo e em larga escala. Estamos ansiosos para desenvolver as nossas futuras instalações de produção ao seu lado, e para descarbonizar imediatamente a mobilidade local e os usos industriais, graças ao agrupamento dos nossos pontos fortes”, ressaltou o fundador e CEO da Lhyfe, Matthieu Guesné.

Este acordo visa criar valor aproveitando as sinergias das duas empresas, impulsionando o crescimento do portfólio da EDPR, especialmente na França, e contribuindo para o desenvolvimento dos projetos da Lhyfe em todo o mundo. Também contribui para alcançar maior expertise operacional e comercial em projetos de hidrogênio renovável.

A parceria com a Lhyfe reafirma a aposta da EDP no hidrogênio renovável. Nesse sentido, o grupo criou a H2BU (H2 Business Unit), unidade de negócio especialmente dedicada ao desenvolvimento de projetos de hidrogênio renovável e focada no desenvolvimento de oportunidades em setores promissores, como a indústria siderúrgica, química, refinarias e fábricas de cimento, ou o transporte pesado de longo curso.

Além disso, a EDP está na vanguarda desta solução de energia limpa através de vários projetos como o GreenH2Atlantic, um projeto de produção de hidrogênio renovável de 100 MW em Sines (Portugal). A EDP está promovendo também outros projetos na Espanha e no Brasil, no âmbito dos seus planos de transição justa para transformar centrais de carvão em centros tecnológicos limpos. Além disso, a EDP está ativamente envolvida com os players importantes do hidrogênio, aproveitando a sua significativa carteira de ativos renováveis, nomeadamente nos EUA.

A relevância do hidrogênio apoia-se na previsão de que a procura global por hidrogênio aumente seis vezes entre 2020 e 2050, atingindo 530 milhões de toneladas em 2050, impulsionada pelo crescimento econômico e pela multiplicação de usos, tanto na indústria quanto na mobilidade. A participação de hidrogênio renovável deve representar 60% da procura total de hidrogênio até 2050.