Reajuste da Cercos traz efeito médio de 22,06% para consumidores

Aneel também definiu tarifas para outras três cooperativas com aniversário em 29 de maio

Os consumidores das cooperativas Cercos, Cerpro, CERRP e Cemirim terão novas tarifas a partir do dia 29 de maio. A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica definiu em reunião realizada na última terça-feira, 24 de maio, que a tarifa da Cercos (SE) terá um aumento médio de 22,06%, sendo de 14,97% para os consumidores da alta tensão e de 22,23% na baixa tensão. A Cercos tem cerca de seis mil unidades consumidoras.

Na Cerpro, localizada na cidade de Promissões (SP), o efeito médio do reajuste será de 31,46%. Na alta tensão, o impacto tarifário será de 32,66%, enquanto na baixa tensão, chegará a 29,09%. A cooperativa tem 1.942 unidades de consumo. A CERRP, que atua na zona rural da cidade de São José do Rio Preto (SP) e tem cerca de 13 mil consumidores, vai sofrer um aumento médio de 14,97% nas tarifas. Na alta tensão, o impacto é de 15,144% e na baixa tensão, de 14,77%.

O reajuste das tarifas da Cemirim, de Mogi Mirim (SP) e com quase 16 mil unidades consumidoras, trará um efeito médio de 1,06%. Na alta tensão, a percepção será de variação de 0,2%. Já na baixa tensão, a variação chega a 1,57%. De acordo com a Aneel, em todas as concessionárias os resultados foram impactados principalmente pelos custos com distribuição.