Atiaia Renováveis adere ao Pacto Global da ONU

Com soluções flexíveis e sustentáveis para clientes, empresa de energia renovável é uma das companhias do Grupo Cornélio Brennand a aderir à iniciativa.

A Atiaia Renováveis, empresa de geração e comercialização de energias 100% renováveis, deu mais um importante passo em sua agenda ESG (da sigla em inglês para Ambiental, Social e Governança). A companhia aderiu ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) ao lado de outras empresas pertencentes ao centenário Grupo Cornélio Brennand. O grupo une-se à Rede Brasil do Pacto Global da ONU que propõe um alinhamento aos dez princípios universais da ONU nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção e aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O ano de 2022 é considerado estratégico dentro da jornada ESG da Atiaia Renováveis e do Grupo Cornélio Brennand. O objetivo é alinhar essa agenda à estratégia dos negócios, em continuidade aos passos que começaram a ser direcionados em 2020, a partir de um profundo mapeamento e análise de práticas e projetos já existentes nas empresas, e que agora avançará para a realização de ações estruturantes. Uma das mais relevantes que está sendo realizada é a construção da matriz de materialidade: Um processo de priorização dos assuntos mais relevantes que considera a estratégia dos negócios e a percepção de impactos de todas as partes interessadas. Esse importante passo trará clareza e direcionamento estratégico para a atuação ESG, além de gerar valor compartilhado e assertividade na agenda de governança, meio ambiente e responsabilidade social.

“É motivo de muito orgulho se tornar um membro participante da maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo. A adesão ao movimento só se tornou possível em função de uma clara agenda de transformação que a Atiaia já desenvolve desde sua criação, e que permeia todas as frentes da estratégia de negócios”, explica Rodrigo Assunção, presidente da Atiaia Renováveis.

Com soluções de energia limpa customizáveis e flexíveis, a Atiaia estuda o modelo que melhor se adequa a cada cliente, inclusive quanto ao prazo, perfil de entrega da energia e demais condições, com foco na sustentabilidade do negócio. “Nosso dever como empresa é preparar um mundo melhor para as futuras gerações. Ao oferecermos soluções customizadas, estamos incentivando a transformação energética para um mundo mais sustentável”, destaca Rodrigo.

Um bom exemplo de solução em energia limpa que a Atiaia Renováveis oferece é o modelo de autoprodução de energia, em que o cliente pode escolher se tornar o gerador do seu próprio consumo a partir de fontes 100% renováveis, aumentando a sua competitividade e previsibilidade de custos com energia. Além disso, a Atiaia vende energia limpa proveniente de suas Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs – e oferece o I-REC – Certificado Internacional de Energia Renovável (Rec Brazil) que algumas de suas usinas possuem, permitindo a seus clientes a aquisição desse certificado de energia comprovadamente gerada a partir de fontes renováveis e com alto desempenho em termos de sustentabilidade. Uma dessas usinas é a PCH Porto das Pedras, localizada no Mato Grosso do Sul, que é a primeira PCH no Brasil a atender 11 dos 17 ODS.

“Queremos atuar de forma ampla em todo o País, mostrando as vantagens que o consumo de energia limpa oferece e levar novas possibilidades para todos os nossos clientes, para que novas companhias possam consumir energia sustentável”, destaca Assunção.

Sobre a Atiaia Renováveis

A Atiaia Renováveis é uma empresa de geração e comercialização de energias renováveis e tem como propósito ser um agente de transformação sustentável dos negócios de seus clientes e da vida das comunidades onde atua. A empresa aplica as boas práticas ESG de forma contínua em todos os seus processos e possui em seu portfólio oito Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) em operação no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pernambuco. Com a inauguração da PCH Foz do Cedro, no Mato Grosso, prevista para esse ano e, em breve, o início das obras da PCH Fundãozinho, no Mato Grosso do Sul, contará com 10 usinas. A empresa tem capacidade instalada de 243 MW e possui um pipeline de 1,7GW de projetos de PCHs, eólicos e solares.

Sobre o Grupo Cornélio Brennand 

O Grupo Cornélio Brennand nasceu em 1917 movido pela força do empreendedorismo, com o objetivo de gerar e promover o desenvolvimento em diversas áreas. Hoje, o grupo atua nos segmentos de geração de energia através de fontes renováveis, com a Atiaia Renováveis; de vidros planos, com a Vivix; de desenvolvimento imobiliário, com a Iron House; e de cimento com a Cimento Bravo. Ao longo desses mais de 100 anos de existência, as ações do Grupo estiveram pautadas pelos seus valores: dinamismo, excelência, integridade e inovação.

(Nota da Redação: Conteúdo patrocinado produzido pela empresa)