CPFL Santa Cruz, Mux e Codesan levam principal categoria do Prêmio Aneel

Não houve vencedoras nas categorias Norte e Centro-Oeste e na de maior crescimento entre concessionárias

A Agência Nacional de Energia Elétrica entregou o Prêmio Aneel de Qualidade às distribuidoras com melhor avaliação dos clientes, medida pela pesquisa de satisfação do consumidor realizada pela autarquia em 2021. A premiação entregue nesta quinta-feira, 4 de agosto, teve como vencedoras na categoria Brasil as concessionárias CPFL Santa Cruz e Mux Energia, além da cooperativa Cooperativa de Distribuição de Energia Elétrica de Santa Maria (Codesan), classificada como permissionária.

Uma curiosidade desse ano foi a ausência de vencedores em três das 14 categorias. Em duas delas, Norte e Centro-Oeste acima de 30 mil unidades consumidoras, nenhuma das distribuidoras alcançou pontuação acima de 60 (em um score de 0 a 100), requisito exigido para a premiação. Já na categoria “Maior Crescimento – Concessionárias”, não houve melhora na avaliação de nenhuma empresa do segmento em todo o país.

“Se tem um aumento tarifário naquele ano, se tem alguma intercorrência, isso tudo é muito sensível para a percepção do consumidor. Então, tem que avaliar o caso especifico de cada região, mas, certamente, é um ponto de preocupação da Aneel e tem que ser das distribuidoras. É um sinal de que ali tem que melhorar”, explicou a diretora-geral substituta da agência, Camila Bomfim.

Empresas do grupo Energisa, que foram o grande destaque do Prêmio Abradee na semana passada, até entraram entre as finalistas, mas não levaram nenhum dos prêmios.

Focada exclusivamente no consumidor, a pesquisa de satisfação do prêmio da Aneel segue metodologia diferente da usada pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica. O Índice Aneel de Satisfação do Consumidor (Iasc) é um dos componentes do item qualidade do chamado Fator X, um mecanismo compartilhamento de ganhos de produtividade que pode influenciar no resultado dos processos tarifários das distribuidoras.

Para o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Hailton Madureira, o resultado da pesquisa Aneel mostra que o consumidor está sinalizando quem ele entende que presta um bom serviço e quem tem que melhorar. Uma sinalização que ajuda não apenas a Aneel, mas o próprio ministério na formulação de políticas. “Mas não esqueço o passado: as empresas melhoraram muito”, destacou Madureira, que representou o ministro Adolfo Sachsida na cerimônia.

Confira os vencedores do Premio Aneel:

Permissionárias ate 10 mil unidades consumidoras: Cooperativa de Distribuição de Energia Elétrica de Santa Maria  – Codesan
Permissionárias acima de 10 mil unidades consumidoras: Cooperativa de Distribuição e Geração de Energia das Missões Ltda- Cermissões
Região Norte: Sem vencedora. Nenhuma empresa ficou acima de 60 pontos
Região Nordeste: Sulgipe
Região Centro-Oeste acima 30 mil: Sem vencedora. Nenhuma empresa ficou acima de 60 pontos
Região Sul e Sudeste acima de 30 mil até 400 mil unidades consumidoras: Cooperaliança
Região Sul acima de 400 mil unidades consumidoras: Celesc
Região Sudeste acima de 400 mil unidades consumidoras: CPFL Santa Cruz
Maior crescimento anual permissionárias: Cooperativa de Distribuição de Energia Elétrica Salto Donner – Cersad
Maior crescimento anual concessionárias: Sem vencedora. Não houve melhora na avaliação pelo consumidor.

Brasil – Permissionárias: Codesan
Sul, Sudeste e Centro-Oeste até 30 mil unidades consumidoras: Mux Energia
Brasil – Concessionárias até 400 mil unidades consumidoras: Mux Energia
Brasil – Concessionárias acima de 400 mil unidades consumidoras: CPFL Santa Cruz