Renova encerra disputa arbitral com GE

Questão referia-se a fornecimento em Alto Sertão III, empreendimento que começa a operar no mês que vem e será um dos dez maiores da AL

A Renova Energia informou que encerrou na última sexta-feira, 1º de outubro, disputa arbitral com GE Energias Renováveis em torno do fornecimento aerogeradores para a Fase A do Complexo de Energia Eólica Alto Sertão III. A arbitragem havia sido instalada em dezembro de 2019 na Câmara de Comércio Internacional. Com o fim da disputa, a GE segue fornecendo equipamentos e serviços para o complexo. O Complexo Alto Sertão III tem 100% das turbinas fornecidas pela GE. Os equipamentos instalados inicialmente eram da fabricante Alstom, que foi comprada pela GE em 2016.

O fim da disputa arbitral com a GE acontece quando a Renova se prepara para colocar em operação essa Fase A, que conta com 155 torres de geração de energia eólica, distribuídas em 26 projetos, nas cidades de Caetité, Igaporã, Pindaí, Licínio de Almeida, Riacho de Santana e Guanambi.

Alto Sertão III – Fase A conta com 4 subestações e 208 km de linhas de transmissão. Quando estiver em pleno funcionamento, terá capacidade de gerar 432,7 MW, energia suficiente para abastecer entre 900 mil e 1 milhão de residências. O projeto, que será um dos 10 maiores parques de energia eólica da América Latina, começando a operar no mês que vem. Até dezembro, 40 unidades de geração estarão em operação. As 155 turbinas instaladas estarão em pleno funcionamento em abril de 2022, conforme contou o CEO da empresa, Marcelo Milliet em entrevista à Agência CanalEnergia. A rede irá operar conectada ao sistema da Chesf.